sexta-feira, 9 de abril de 2010

Quero Ser Grande (1988)



"Quero Ser Grande" começa com Josh (David Moscow), um menino comum de 12 anos que acaba por ser barrado na montanha-russa do parque por sua altura, sendo assim, Josh vai a uma máquina de desejos meio que cigana e pede para ser grande. Quando acorda no outro dia, Josh (agora Tom Hanks) tem 30 anos. Seu corpo se transformou de um dia para o outro. Josh acaba sendo expulso de casa pela mãe, já que ela não acredita que o homem de 30 anos que está em sua casa, é, na verdade, seu filho. Assim, Josh tem de conseguir um lugar para ficar, para isso conta com a ajuda de seu amigo Billy, convencendo-o que é ele mesmo cantando um canção secreta que apenas os dois conhecem.


Josh arruma um emprego em uma empresa de brinquedos, enfrentando as dificuldades de se tornar adulto de uma hora para outra, acaba por encontrar seu chefe, interpretado por Robert Loggia, em uma loja de brinquedos e temos uma das mais marcantes cenas do cinema, ambos brincando em um teclado eletrônico gigante.


Logo, Josh consegue o emprego dos sonhos de toda criança: testador de qualidade de brinquedos. Como passa a receber um bom salário, ele compra um loft e o enche de brinquedos e até uma cama elástica. Além disso, acaba por desenvolver uma relação com Susan (Elizabeth Perkins), sua colega de trabalho. Durante todo o processo, Josh e seu amigo Billy buscam tentar encontrar a máquina dos desejos novamente, já que o parque foi embora logo após Josh se tornar adulto, quando finalmente conseguem encontrá-la, Josh está em um dilema, voltar a ser criança ou continuar adulto e junto à Susan?

Por fim, Josh decide voltar à sua vida normal e tenta convencer Susan a se tornar criança junto a ele, mas ela não tem a pretensão de viver a adolescência novamente e eles acabam se separando e quem sabe não se encontraram no futuro?

A atuação de Tom Hanks é muito bem desenvolvida, Tom consegue transportar para seu corpo adulto trejeitos e maneirismos típicos de um menino de 12 anos com imensa naturalidade, ainda temos Robert Loggia magistralmente interpretando o chefe de Josh, Elizabeth Perkins cumprindo bem o seu papel e Jon Lovitz no ínicio da carreira, já hilário. "Quero Ser Grande" foi indicado a dois Oscars, Melhor Ator e Melhor Roteiro Original, sendo assim, não é execrado pela critíca, mas com certeza, é um clássico e um filme maravilhoso para se ver quando criança ou mesmo quando adulto.

Quem nunca sonhou em ser adulto quando era criança levanta o dedo. Hoje em dia, gostaria de voltar a ser criança pra poder cochilar depois do almoço, assistir sessão da tarde e brincar na rua até anoitecer. Mais que um desabafo, quando posso ficar de pernas pro ar nas raras vezes que fico em casa, a sessão da tarde já não é mais a mesma.

Nenhum comentário: