domingo, 23 de janeiro de 2011

California Games - Jogos de Verão (Master System, 1989)



Ah, o verão! Sal, sol, calor - época de praia, de garotas de biquini, banhos de mar e esportes, certo? Ok, eu sei que exercícios físicos cansam e dão trabalho, mas não se preocupe, California Games é a resposta pra quem fazer alguns esportes radicais no litoral sem passar trabalho.


California Games fez bastante sucesso no mundo todo e no Brasil não foi diferente. A principal razão do sucesso do jogo por aqui se deve ao fato de que o California Games do Master System é uma das melhores versões do jogo e o fato de que o Brasil é tranqüilamente o lugar do mundo onde o Master System mais fez sucesso. Lançado pela nossa Tec Toy com o título de Jogos de Verão, California Games se tornou um hit do Master e um dos jogos mais lembrados daquela época. No começo dos anos 90, o sucesso do jogo chegou a levar a Tec Toy a lançar uma edição do Master System que vinha acompanhada do “Jogos de Verão”.



Apesar de, no nosso país, California Games sempre ter sido considerado basicamente como “um jogo do Master System”, o game na verdade foi originalmente lançado em 1987 para os microcomputadores Apple II e Commodore 64. A boa receptividade fez com que o jogo fosse convertido para tudo o que era máquina de rodar games da época – Amiga, Atari ST, Lynx, PC-DOS, ZX Spectrum, Nintendo 8-bits, Mega Drive e – pasmem! – até para o já então jurássico Atari 2600. De qualquer forma, existe um certo consenso de que a versão do Master é uma das melhores. Para vocês terem uma ideia, ela é geralmente considerada superior à versão do Mega Drive, apesar desta ter gráficos bem melhores.

Um ponto particularmente positivo do California Games do Master System é que essa versão conseguiu capturar, através de seus gráficos e cores, a atmosfera “praiana” que dá alma ao jogo. Outras versões, por vezes, em decorrência das limitações de hardware das plataformas, acabaram falhando nesse quesito da ambientação. A qualidade do hardware do Master em relação a outras máquinas de 8-bits falou alto em California Games.

Uma coisa que poucos sabem é que California Games não foi propriamente um título “isolado”, mas sim apenas mais um game numa série de oito títulos esportivos lançados pela desenvolvedora Epyx entre 1984 e 1990. O último destes jogos foi precisamente California Games 2, uma continuação para o mais bem sucedido título da série esportiva da empresa. Apesar disso, a continuação não conseguiu repetir o mesmo sucesso do original.

California Games consiste em seis modalidades esportivas: Half Pipe (skate numa rampa), Foot Bag (um excêntrico jogo de embaixadinhas com uma bolinha de pingue-pongue), Surfing (precisa explicar?), Skating (patins no calçadão da praia), BMX (bicicross) e Flying Disk (arremesso de disco). Um grande barato do jogo é que você pode jogar sozinho ou com até oito pessoas, cada uma jogando na sua vez e registrando seu recorde. Além do número de jogadores, também é possível competir em apenas uma modalidade, em várias ou em todas. Em outras palavras, California Games é um ótimo jogo para fazer competições com os amigos.


Apesar da qualidade do jogo, não dá pra deixar de observar alguns problemas em California Games. O primeiro deles é o fator frustração. Cada modalidade possui uma jogabilidade específica, com comandos próprios, e às vezes não é fácil descobrir como dominar cada uma. Eu sei que hoje é muito fácil descobrir tudo isso na internet, mas estou procurando avaliá-lo não pela minha visão de 2011, mas sim pelas impressões que o jogo me causava na época em que eu o jogava com mais habitualidade, ali por volta de 1994/1995. Até hoje eu não consegui compreender direito como funciona o Half Pipe e nunca consegui fazer um score realmente bom no Surfing, embora sempre tenha sido uma das minhas modalidades favoritas. Mas, depois que vi o videoreview de Winter Games feito pelo Angry Videogame Nerd, creio que uma pitada de má-jogabilidade é uma coisa constante em todos os títulos esportivos da Enyx.

A qualidade de cada modalidade específica acaba tornando California Games um jogo bastante irregular. Skating tem gráficos ótimos e talvez a melhor jogabilidade entre todas as modalidades. BMX tem bons gráficos mas a jogabilidade já não é tão boa. Surfing é talvez a modalidade de maior apelo visual, mas a jogabilidade é extremamente limitada e um pouco frustrante. Já Flying Disk e Foot Bag são “paradas” e burocráticas demais, mas pelo menos a jogabilidade é mais intuitiva.

Apesar dos seus defeitos, California Games é um clássico absoluto do Master System, um orgulho para a biblioteca de jogos do console, já que sua versão botava as outras no chinelo e, junto com o clássico Out Run, um dos games “praianos” mais interessantes já feitos até hoje. Você não pode ter um verdadeiro verão retrogamer sem jogá-lo, nem que seja para descobrir que, como diz a letra daquela velha música dos Replicantes, você "não surfa nada"!




.



2 comentários:

Helaina_One disse...

Noosa!!! Joguei muito!!
Ainda tenho esse jogo e ele ainda funciona no meu Master System III! Uma pena que o joystick já não tá lá essas coisas!

BMX era o meu preferido! Vibrei quando consegui aprender como faz pro ciclista dar aquele looping de costas! Já o jogo do disco eu custei a aprender como se joga... e até hj sou péssima!

O do skate só dava canseira e o pobre skatista ou terminava parado pq não tinha velocidade ou caído no chão.

O lance das embaixadinhas eu aprendi um truque pra fazer muitas encostando o jogador próximo ao final da tela e acabou perdendo a graça... a menina de patins... tadinha... cai toda hora... ou então anda muito devagar... rsrs...

Ah... eu tb nunca consegui ir muito bem no surfing. Só uma vez tirei algo acima de 6, mas foi sem querer e nunca mais consegui repetir a manobra!

Renato disse...

Olha que eu amava os Jogos do Nitendão, mas por infelicidade não pude ter, mas sempre tive colegas e amigos que teve, mas meu sonho era ter um Master System!