quarta-feira, 23 de fevereiro de 2011

Ser uma criança não é passado



Não importa por quantas vezes chorou, sinta saudades apenas das vezes que sorriu. 
Não importa quantas vezes você teve que ser forte e adulta demais, lembre-se da criança que existe em seus olhos. 
Quem dera esse mundo pudesse ser um jardim de infância, teríamos muito mais a aprender com aquelas que não gastam seu tempo com futilidades mundanas, aprenderíamos mais com aquelas que tem um sorriso comum que se difere a cada manhã. 
Poderíamos ter mais sonhos e viver em um lugar onde a gravidade não te prenderia no chão, poderíamos ter amigas que falassem mais sobre fantasias e não tanto sobre realidades.
Poderíamos ouvir mais músicas que de trás pra frente não dizem nada. 
O tempo que se perde pode significar pouco, mas no final você estará pedindo que alguém te recompense por tudo que deixou pra trás e será tarde demais quando perceber que o lugar por onde deveria ter passado está longe demais para ser alcançado. 
Não perca tempo sendo adulta demais, não deixe tanto as suas “prioridades” se afastarem das felicidades.
Às vezes, precisamos rir de coisas incomuns, precisamos acreditar em castelos com príncipes, precisamos chorar em filmes de desenho animado, precisamos desenhar corações sem ser rotuladas, precisamos imaginar que o lápis de cor é suficiente para que o mundo ganhe mais cores e não permaneça no preto e branco que cobre os variados desastres humanos, precisamos ouvir o eco do seu pai na porta do seu quarto te chamando de “minha princesa”. 
Olhos que não neguem seus sentimentos, afinal ora se é forte, ora se é fraco não tente mudar as leis humanas.
Tantas coisas atravessam gerações, fases, vidas, por que não manter um sorriso que pode afastar qualquer lágrima que tende a cair quando a nossa criança interior sente que deixamos ir embora a melhor parte de nos? 
Quando todas as horas do seu dia não estiverem ocupadas demais, pense no que aconteceu com aquela criança que existia dentro de você, não deixe que te roubem a melhor parte de você mesma. 
Ser uma criança não é passado, perder tempo demais é que é pensar no futuro além da conta.




.

Um comentário:

direito7 disse...

Amei o texto e expressa bem a criança que há dentro de cada um de nós.
devoltaaosanos80.blogspot.com